Governo Mundial

Just another WordPress.com weblog

Como lutar e vencer a guerra cibernética

A guerra cibenética não é mais uma ficção científica de um futuro distante, ela já chegou, e poucos países estão preparados para ela.

Richard Clarke sustenta em seu livro que a China é um dos principais atores no desenvolvimento de uma capacidade militar cibernética. Os chineses usam hackers particulares para se engajarem na penetração em larga-escala das redes americanas e européias, copiando e exportando com sucesso um volume imenso de dados.
Vários anos atrás, durante a presidência de George W. Bush, muitos bancos e empresas de Wall Street foram derrubados da internet. O setor financeiro, que há muito se considerava que tinha as melhores defesas contra as infecções no setor privado, descobriu que seus computadores tinham sido penetrados por um “verme” [worm], assim chamado porque um vírus criado em um só computador pode abrir caminho, como um verme, para milhões de outros. O sr. Bush pediu ao secretário do tesouro,  Hank Paulson, que verificasse o que seria necessário para proteger nossas infraestruturas vitais. O resultado foi que passos foram dados para fortalecer as redes militares, mas muito pouco foi feito, além disto.

Read more at novaordemglobal.blogspot.com

 

janeiro 4, 2011 Posted by | Uncategorized | , | Deixe um comentário

EUA se preparam para a guerra virtual

A guerra cibernética, que antes era coisa de livros e filmes de ficção científica, já é realidade atualmente, as grandes nações já têm centros de comando militar com especialistas em guerra cibernética. Uma guerra que pode ser silenciosa, mas não menos destrutiva.

Proteger poços de água e reservatórios de grãos contra invasões inimigas é uma atividade tão antiga quanto a guerra. Na Idade Média, recursos vitais eram acumulados por trás das muralhas dos castelos, protegidos por fossos, pontes levadiças e cavaleiros armados de espadas afiadas. Hoje, os planejadores de segurança nacional dos Estados Unidos estão propondo que a infraestrutura crítica do século 21 (redes de energia, comunicações, água e serviços financeiros) seja protegida da mesma maneira contra invasores virtuais e outros inimigos.
Um estudo feito pela Reuters com base em entrevistas com militares, funcionários do governo e especialistas externos demonstra que as forças armadas norte-americanas estão se preparando para combates digitais de maneira ainda mais extensa do que deram a entender em público. E manter as indústrias essenciais do país em funcionamento é aspecto importante, mas controverso, da missão.
William Lynn, secretário assistente da Defesa norte-americano, diz que “as melhores defesas das redes militares terão pouca importância, a menos que nossa infraestrutura civil também seja capaz de resistir a ataques”.

Read more at novaordemglobal.blogspot.com

 

dezembro 8, 2010 Posted by | Uncategorized | , , , | Deixe um comentário

Chefe britânico de espionagem diz que a guerra cibernética já começou

A guerra cibernética já está entre nós.

Chefe britânico de espionagem diz que a guerra cibernética já começou

Para especialista, crescimento da internet aumenta risco de ataques
Recentemente, a polêmica sobre ciberataques ganhou destaque com a disseminação do vírus Stuxnet
Países já estão utilizando técnicas de guerra cibernética para lançar ataques uns contra os outros e há necessidade de vigilância contínua para proteger sistemas críticos de computadores, disse o diretor da agência britânica de espionagem de comunicações, em um raro discurso. Read more at novaordemglobal.blogspot.com
 

novembro 5, 2010 Posted by | Uncategorized | , , , | Deixe um comentário