Governo Mundial

Just another WordPress.com weblog

Rio+20: o gênero humano: um inimigo da sustentabilidade a ser dizimado?

Rio+20: o gênero humano: um inimigo da sustentabilidade a ser dizimado?.

 

 

Rio+20: o gênero humano: um inimigo da sustentabilidade a ser dizimado?

Cena da “Campanha global 10:10” contra o CO2

105 Academias de Ciência ligadas à rede mundial IAP (Global Network of Sciences Academies)  conclamaram a uma “ação global coordenada” dos chefes de Estado na Rio+20 para agir sobre a população mundial.

O objetivo é proceder a uma redução acentuada dos seres humanos sobre a Terra.

Não é a primeira vez que esse objetivo pasmoso é enunciado publicamente. O perigo está em que ele possa passar em meio à confusão em que se desenvolve a reunião mundial sobre o “desenvolvimento sustentável”.

De fato, a militância ecologista prega há tempos que a humanidade atingiu um número “insustentável”.

Com argumentos especiosos expostos com graus de radicalidade diversa, ela trabalha para que a Rio+20 adote em sua declaração final uma política decidida para reduzir o gênero humano.

É o que temem numerosas organizações pela vida no mundo inteiro. Elas apalpam a ameaça  rastejando entre as sinuosidades das discussões sobre o documento final do evento.

O tema é explosivo e os representantes governamentais evitam falar de público.

“Não há como o planeta sustentar nove bilhões de pessoas com renda de US$ 20 mil cada”, declarou recentemente o ex-ministro, embaixador e deputado Antonio Delfim Neto. (“O Globo”, 11.5.2012)

“Um câncer é uma multiplicação descontrolada de células; a explosão populacional é uma multiplicação descontrolada de pessoas … Nossos esforços devem passar do tratamento dos sintomas para a extirpação do câncer… Nós devemos ter um controle populacional … compulsivo se os métodos voluntários fracassam”, escreveu há já tempo Paul Ehrlich no livro “The Population Bomb” (Ballantine Books, 1968) considerado uma das “Bíblias” do ambientalismo.

“Eu não vejo outra solução para evitar a ruína da Terra salvo uma drástica redução da população humana”, acrescentou David Foreman, porta-voz da ONG ‘Earth First!’, citado por Gregg Easterbrook em “The New Republic”, 30-4-1990.

E o estarrecedor objetivo foi mais recentemente confessado por David Attenborough, diretor da Ong ‘The Optimum Population Trust’:

“Eu já vi a vida selvagem ameaçada pela crescente pressão humana em todo o mundo, e não é por causa da economia ou da tecnologia. É que por trás de cada ameaça está a estarrecedora explosão dos números da população humana. Qualquer ambientalista sério sabe perfeitamente bem que o crescimento da população é o cerne de todos os problemas ambientais”. (The Telegraph, 14.4.2009).

John Holdren, assessor para Ciência do presidente Obama não ficou na teoria e propôs um método de ação para reduzir compulsoriamente a humanidade:

“um envolvente Regime Planetário controlaria o desenvolvimento, administração, conservação e distribuição de todos os recursos naturais, renováveis e não-renováveis. Ele teria o poder de controlar a poluição não só da atmosfera e dos oceanos, mas também da água doce de rios e lagos. Regularia todo o comércio incluindo todos os alimentos. Ele determinaria a população ótima para o mundo. Ele deveria ter poder para impor limites populacionais aos países. E se Vs. querem saber quem faria o aborto e a esterilização de massa forçados, eu respondo: ‘pois o Regime Planetário com certeza!’”.

E Ted Turner, o magnata da mídia fundador da CNN, avançou números: “o ideal seria que a população mundial fosse de 250-300 milhões de pessoas, quer dizer uma diminuição de 95% dos níveis atuais.”

Estas propostas que soam como altamente criminosas não passariam de frases de extravagantes membros do “jet-set” ou da política se não tivessem encontrado eco nas mais altas esferas das Nações Unidas, sob cuja égide acontece Rio+20.

Ex-frei Leonardo Boff, “teólogo” do ambientalismo anti-humano

O ex-frade Leonardo Boff transformou esse viés anti-humano em “teologia”.  E foi convidado oficialmente a expô-la na 63ª sessão da Assembleia Geral da ONU (22.4.2009) para fundamentar o projeto que instituiu o Dia Internacional da Mãe Terra aprovado pela unanimidade dos 192 representantes presentes.

O ex-frei apelou para uma muito contestável e cerebrina suposição – The Earth Overshoot Day, ou Dia da Ultrapassagem da Terra – segundo a qual em 23.9.2008 a Terra ultrapassou em 30% sua capacidade de reposição dos recursos que necessitamos para viver. Direto: não sustenta mais a humanidade.

Desde então, segundo o teólogo da libertação, a situação só piora. “Já encostamos nos limites físicos da Terra. Um planeta finito não pode suportar um projeto infinito”. Obviamente, nem explicou como faz para se sustentar, se é incapaz de fazê-lo.

O “teólogo” excogitou um sofisma panteísta para dizer o que não é dizível sem apelar para Hitler, Stalin ou Mao: a Terra é um só ser vivo, independente do número dos homens.

“Ela mesma é viva – pregou –, um superorganismo que se autoregula para manter um equilíbrio favorável à existência e à persistência da vida. (…) aduzamos um exemplo do conhecido biólogo Edward Wilson: “num só grama de solo, ou seja em menos de um punhado de terra, vivem cerca de 10 bilhões de bactérias, pertencentes a seis mil espécies diferentes” (A criação, 2008, 26).

Delírios extremistas entram na grande mídia

Os bilhões podem desaparecer ou aparecer, a vida perdura. “O ser humano representa aquela porção da própria Terra que, num momento avançado de sua evolução e de sua complexidade, começou a sentir, a pensar e a amar. (…) o ser humano é a Terra…”

Os indivíduos que sentido fazem nessa visão ecolo-panteísta? São mero número que pode aumentar ou diminuir segundo cálculos estatísticos do governo universal “verde”.

Pasma, entretanto que os mesmos slogans anti-humanos tenham sido assumidos pela revista “Veja” no artigo “Gente um tabu a ser enfrentado”  no número especial sobre “As reais questões ambientais que afetam as pessoas aqui e agora foram esquecidas” (20.6.2012).

Quando afirmações dessa ferocidade saem das câmaras obscuras da utopia e aparecem à luz do dia, é sinal que a hora do investida final chegou.

No blog de Jeanne Smiths encontramos a fórmula com que se tenciona efetivar esse viés anti-humano ou anti-humanidade na Rio+20. Essa análise, não é só de Jeanne Smiths mas de muitos outros grupos que vêm lutando pela vida no mundo todo.

Cena da “Campanha global 10:10” contra o CO2

Eis a fórmula expressa na linguagem hiper-técnica dos documentos da Onu, sob a qual se esconde o plano, segundo Smiths:

Fornecer o acesso à saúde reprodutiva integral e programas de planificação familiar para todos. Esta questão exige verbas suplementares substanciais e uma atenção política por porte dos governos e dos doadores internacionais”.

A campanha para reduzir a humanidade será acrescida por uma “nova economia verde” mal explicada que visa reduzir também os “estilos de consumo nefastos”.

Feng Jianmei grávida de seu segundo filho
foi pega pela polícia e obrigada a abortar.
A China está na frente do controle compulsivo da natalidade
para reduzir drasticamente a população.
Na foto: a jovem mãe com o cadáver do filho.

O presidente do grupo de academias que citamos no início do post, Charles Godfrey, membro da Royal Society britânica declarou à imprensa:

“Durante tempo demais a população e o consumo ficaram afastados do debate por causa de seu aspecto sensível do ponto de vista político e ético. Mas, são questões que mexem com os países desenvolvidos e os países em via de desenvolvimento e nós temos que assumir a responsabilidade conjunta”.

“É preciso puxar as alavancas que determinam o tamanho das famílias. Não dá para salvar o ambiente sem uma política de programas de saúde reprodutiva”, comentou Lori Hunter, demógrafa que está agindo na Rio+20.

O ser humano, eis o inimigo!”, concluiu Jeanne Smiths entre espantada e horrorizada. Não e para menos.

 

 

Fonte: Verde: a cor nova do comunismo

 

 

junho 19, 2012 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Admirável Mundo Novo: apocalipse zumbi se torna realidade em Miami, enquanto a polícia atira em homem maluco e nu, literalmente comendo a face de outro homem

Admirável Mundo Novo: apocalipse zumbi se torna realidade em Miami, enquanto a polícia atira em homem maluco e nu, literalmente comendo a face de outro homem.

 

apocalipse zumbi se torna realidade em Miami, enquanto a polícia atira em homem maluco e nu, literalmente comendo a face de outro homem

 

 

Por Mike Adams

 

 

O há muito tempo temido “apocalipse zumbi” já pode estar em andamento em Miami, onde um zumbi humano, um homem maluco e nu, foi encontrado por oficiais de polícia que o descobriram literalmente se banqueteando da face de um outro homem nu. Esse é um evento real e foi relatado pela CBS Miami (http://miami.cbslocal.com/2012/05/26/miami-police-confrontation-men-l…) que diz:

 

 

“A polícia de Miami atirou e matou um homem na estrada MacArthur sábado a tarde, e fontes da polícia disseram a CBS4 que eles não tiveram escolha: O homem nu que eles balearam estava tentando mastigar a face de outro homem nu, e se recusou a obedecer as ordens dos policiais para parar sua terrível refeição. Os policiais encontraram um homem mordendo a face do outro, no que uma fonte da polícia chamou de a coisa mais horrível que ele já tinha visto”.

 

 

Nesse ponto, os policiais atiraram no zumbi uma vez, mas ele continuou se alimentando da face do outro homem. Eles foram forçados a atirar nele outra vez, o que misericordiosamente o matou. Depois eles procuraram ajudar a vítima cuja face já estava comida na maior parte.

 

 

“Com o atacante morto, jazendo nu na calçada, os policiais e paramédicos foram capazes de chegar até a vítima e levá-la depressa para o hospital Jackson Memorial. Fontes da polícia dizem que o homem não tinha virtualmente nenhuma face e estava irreconhecível. Uma vez que a confrontação bizarra chegou ao fim, aos policiais foi deixada a tarefa de descobrir o que tinha acontecido…”

 

 

0 Miami Herald também relatou: “De acordo com fontes da polícia, um policial rodoviário viu um homem nu mastigando a face de um outro homem e gritou para ele com o alto-falante para ele se afastar. Como ele continuou o ataque, o policial atirou nele, as fontes policiais disseram. O atacante não parou o ataque depois de ser baleado, forçando o policial a continuar atirando. Testemunhas disseram que ouviram pelo menos meia dúzia de tiros.”

 

 

O apocalipse zumbi começa

 

 

Estamos nós agora testemunhando o surgimento de zumbis? Humanos que se submetem a flúor, aspartame, drogas psiquiátricas, vacinas e drogas de rua acabam lobotomizando suas faculdades superiores. Vacinas, para começar, causam extremos danos neurológicos, e algumas vacinas são na verdade feitas de vírus agressivos projetados para “comer” regiões alvo do cérebro, resultando em uma lobotomia biológica.

 

 

O que resta é a região primitiva do cérebro, algumas vezes chamada de “cérebro reptiliano”. Ou o “cérebro zumbi”, para usar um termo da cultura pop. Esse cérebro zumbi não tem moral nem lógica. Ele só conhece fome, sexo, violência e medo. Ele está inteiramente concentrado em necessidades egoistas e não na habilidade de considerar o bem estar dos outros.

 

 

“A América está se tornando uma nação zumbi”, o premidado jornalista investigativo Jim Marrs recentemente me contou em uma entrevista por telefone. De fato, ele queria chamar seu livro mais recente de “nação zumbi”, mas o editor rejeitou e invés disso o chamou “A Conspiração de Um Trilhão de Dólares”, o que também não faz muito sentido dada a ampla cobertura de tópicos do livro. A palavra “zumbi”, contudo, apareceu no subtítulo. Aqui está o título completo: “A Conspiração de Um Trilhão de Dólares: Como a Nova Ordem Mundial, doenças produzidas pelo homem, e bancos zumbis estão destruindo a América.” (http://www.amazon.com/The-Trillion-Dollar-Conspiracy-Man-Made-Destroy…)

 

 

Ainda não conseguiu sua munição zumbi?

 

 

Um dos meus instrutores de armas de fogo, um ex-atirador fuzileiro naval que viu a ação da linha de frente no Iraque, recentemente me contou, “Você sabe por que o apocalipse zumbi realmente não acontecerá?”

 

 

“Não, diga-me,” eu respondi, porque sei que ele tem um senso de humor doentio.

 

 

“Porque eu quero,” ele gracejou.

 

 

Ele é barra pesada. E ele não está só. Entre a comunidade dos possuidores de armas de fogo e atiradores desportivos, a ideia de uma aproximação do apocalipse zumbi já está entrelaçada na cultura. Tanto é assim que um famoso fabricante de munição, Hornady, até mesmo já apresentou sua própria linha de munição especificamente projetada para estourar o cérebro dos zumbis.

 

 

É chamada de “Zombie Max Ammo”, e até tem um vídeo promocional que divulga a balística superior da munição Zombie Max, descrevendo uma real invasão zumbi da sociedade, onde cidadãos donos de armas de fogo lutam contra eles com esta munição especial: http://www.youtube.com/watch?v=bQWb-5nblx4

 

 

O vídeo segue com o intrigante texto:

 

 

“A munição Hornady Zombie Max não é um briquedo, mas ela é destinada apenas para ser usada em … zumbis, também conhecidos como mortos vivos, não mortos, etc.”

 

 

A zumbificação da América

 

 

Eu suponho que em algum nível profundo da intuição, a maioria das pessoas compreendem que nosso mundo civilizado está desmoronando. O abandono da lei e do senso comum nos Estados Unidos (e, claro, o Reino Unido também) é apenas um sinal, mas outros sinais incluem:

 

 

O crescimento do número de relatos de pessoas que andam direto para carros e caminhões em movimento enquanto escrevem em seus dispositivos móveis. Isso frequentemente resulta em suas mortes. (http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/northamerica/usa/9265401/Da…)

 

 

Crescimento nos relatos bizarros de “motoristas adormecidos” e como eles de repente acordam para se descobrirem dirigindo pela cidade em seus próprios carros no meio da noite. (http://www.cbc.ca/news/health/story/2007/04/19/sleep-drug-warning.htm…) Do PubMed para a NIH: “Motoristas com deficiência da droga Z podem demonstrar função cognitiva em baixos nívis com os motoristas ainda capazes de compreender e responder a perguntas enquanto sonâmbulos são completamente incapazes de entender ou interagir com a polícia. Motoristas com deficiência da droga Z são frequentemente severamente deficientes fisicamente, incapazes de se levantar ou manter o equilíbrio enquanto sonâmbulos são capazes de se levantar e andar sem ajuda.” (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21367628)

 

 

A completa falta de questionamento inteligente sobre eventos onde a explicação oficial do governo não faz absolutamente nenhum sentido: 11/9, a morte de Bin Laden, ect. (http://www.naturalnews.com/033684_911_truth_WTC_7.html)

 

 

A aceleração da propaganda da vacina contra a gripe que agora inclui estimular a vacina da gripe em mulheres grávidas também. Vacinas contra a gripe contêm aditivos químicos que lobotomizam o tecido do cérebro, fazendo com que você não pense racionalmente.

 

 

O surgimento de toda uma nova geração de crianças murmurantes, neurologicamente prejudicadas que são agora rotineiramente vistas em público. Muitas dessas crianças são, é claro, prejudicadas por vacinas.

 

 

Aspartame, que “conserva” o cérebro em formaldeído, continua a ser consumido em quantidades ridiculamente altas através de refrigerantes diet. Você já notou que pessoas que bebem muito refrigerante diet são também as mais mentalmente entorpecidas por aí? (www.naturalnews.com/aspartame.html)

 

 

O aumento nas vendas de produtos feitos de bebês humanos. Recentemente na Coreia, uma empresa foi proibida de vender “bebês humanos em pó” em cápsulas como pílulas da longevidade. E mais recentemente, um homem no Reino Unido foi preso na Tailândia com seis fetos humanos assados em sua bagagem, enrolados em folhas de ouro. Estes seriam vendidos como algum tipo de fonte de poder de magia negra. Os consumidores aparentemente comem os fetos sob a crença de que fazendo isso lhes será dado poder. http://www.independent.co.uk/news/world/asia/briton-arrested-in-thail…)

 

 

Mesmo os Centros de Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC) avisaram aos americanos para se prepararem para o que eles chamam “a chegada do apocalipse zumbi”. (http://www.naturalnews.com/032454_zombie_apocalypse_CDC.htm). De acordo com o anúncio de 16 de maio de 2011 do CDC, “… zumbis tomarão o controle de países inteiros, perambulando pelas ruas das cidades comendo qualquer coisa viva que passe pelo seu caminho. O CDC providenciará assistência técnica para cidades, estados ou parceiros internacionais lidarem com uma infestação zumbi. Essa assistência poderia incluir consultoria, teste de laboratório e análise, gerenciamento e cuidado de pacientes, rastreamento de contatos e controle de infecção (incluindo isolamento e quarentena)”.

 

 

A página de apocalipse zumbi do CDC, acredite se quiser, ainda está postada em: http://blogs.cdc.gov/publichealthmatters/2011/05/preparedness-101-zom…

 

 

Mas a prova no. 1 de que o apocalipse zumbi já começou não é outra senão a lista de funcionários da TSA. Você já tentou ter uma conversa lógica com um funcionário da TSA? Estas pessoas não têm funcionamento do cérebro superior e são contratadas primariamente por causa das operações de seus “cérebros primitivos” que gostam de molestar sexualmente crianças pequenas. Que diabos, recentemente um padre que foi expulso da igreja por alegações de abuso sexual de crianças foi descoberto que foi contratado para um tabalho na TSA! (http://www.prisonplanet.com/tsa-hired-serial-sex-abuse-priest-pedophi…) (http://www.prisonplanet.com/tsa-outrage-agency-hires-defrocked-priest…)

 

 

Fonte: http://www.naturalnews.com

 

 

 

 

 

 

 

junho 1, 2012 Posted by | Uncategorized | , | Deixe um comentário